Maltodextrina… O que é?

Sabemos que a Maltodextrina (CAS 9050-36-6) é conhecida popularmente como um “potente” suplemento ou complemento alimentar para praticantes de exercícios físicos. Falando da minha realidade, Academia, a “malto” é tida como um milagroso anabólico muscular, sendo rotulada como básica para qualquer praticante de musculação.

Mas ai eu pergunto, O que é maltodextrina?

Usando como base o Oxford Dictionary of Biochemistry and Molecular Biology - Revised Edition 2006, pude clarear minha visão um tanto crítica sobre determinadas nomenclaturas, o que melhora o entendimento sobre este “milagroso” produto largamente vendido na atualidade. Então ai algumas definições:

- Malt – cevada, malte ou um outros cereais que foi embebido na água, permitido germinar, e depois secado. Neste processo, o amido do cereal é amplamente degradada em maltose e outros oligossacarídeos.
- Malto+  forma (na nomenclatura química) que designe um oligossacarídeos ou polissacarídeos (maltose por exemplo).
- Maltose – ou (ex) de açúcar de malte o nome trivial para o dissacarídeo 4 OaD-glicopiranosil-glucopiranose-D. Ele é um intermediário na repartição enzimática do glicogênio e amido.
- Dextrina –  qualquer um dos poli-D-glicosídeos do comprimento da cadeia de intermediários que são formados durante a degradação de amido ou de glicogênio pelas enzimas, ácidos, ou de calor.
- Monossacarídeo – nome genérico de carboidratos mais simples. Monossacarídeos não pode ser hidrolisado para dar carboidratos menores. Monossacarídeos formam as unidades constitucionais de repetição de oligo e polissacarídeos.
- Glicose – 1 termo usado, não tão frequentemente, para qualquer monossacarídeos. 2 nome de um obsoleto para a glucose. 3 (às vezes) um nome alternativo para o xarope de milho.
- Glico+ – indica um sabor doce, açúcar.  Na medicina indica a glicose. Na nomenclatura química, indica ligações covalentes entre carboidratos.

Assim, com base no artigo - Pathway of maltodextrin phosphorolysis and glycolysis for regeneration of ATP and recycling of inorganic phosphate. Wang and Zhang BMC Biotechnology 2009 9:58   doi:10.1186/1472-6750-9-58, destaquei uma figura importante, na qual mostra que o caminho da “malto” resulta no mesmo do que o da glicose (açucar).

Bom analisando alguns outros artigos sobre o uso da maltodextrina e me baseando nessas informações que coloquei no post, é evidente que o papel desse suplemento nada mas é do que a praticidade. Um exemplo clássico pode ser o corriqueiro uso de produtos numa garrafa com água meia hora antes e/ou depois do exercício. Mas como assim? Sim, a maltodextrina pode ser substituída por um açucar e sim ela praticamente terá a mesma finalidade, ou caminho bioquímico. Então vc praticante de atividade física e consumidor, não se engane com promessas milagrosas.


Esse post foi publicado em Educação Física e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Maltodextrina… O que é?

  1. Joao Souza disse:

    Sendo a glicose principal fonte de energia durante exercícios, principalmente os de alta intensidade com curta e média duração (ex: musculação), o uso da maltodextrina seria interessante, (antes do exercicio) afim de aumentar os estoques de gligose e glicogeneo muscular ou (após o exercicio), visando restabelecimento dos estoques de glicongêno depletados durante o exercicio, o que pode ocasionar uma recuperação mais rápida entre as sessões de treino.

Os comentários estão desativados.